terça-feira, 21 de agosto de 2012

RESPOSTAS ÀS QUESTÕES

CAPÍTULO 6 - PÁGINA 111

1. VACÚOLOS são vesículas delimitadas por membrana que ocupam grande parte da célula. São mais abundantes nos vegetais mas estão presentes também nos protozoários e outros organismos.

2. Funções dos vacúolos:

  • Equilíbrio osmótico: em vegetais, certos protozoários.
  • Digestão intracelular: em plantas, protozoários.
  • Armazenamento de substâncias: em plantas
3. Mitocôndrias e Cloroplastos são chamadas organelas endossimbiônticas porque especialistas acreditam que essas organelas sejam derivadas de bactérias primitivas que se associaram à células eucarióticas.

4. Mitocôndrias e cloroplastos são organelas delimitadas por duas camadas membranosas, presentes apenas em células eucarióticas aeróbias, que desmpenham importantes funções relacionadas ao metabolismo energético.

5. Mitocôndrias encontram-se mais abundantes em regiões da célula onde a atividade metabólica é mais intensa, Isso deve-se ao fato de as mitocôndrias serem responsáveis pela respiração celular com consequente produção de ATP, moléculas que armazenam energia.

6. DESENHO DA MITOCONDRIA

7. A matriz mitocondrial tem composição semelhante ao citosol com presença de RNA e DNA além de enzimas e íons cálcio, fosfato e ribossomos.

8. PLASTOS são organelas encontradas somente em células vegetais originadas de vesículas minúsculas, os protoplastos que podem se transformar em leucoplastos ou cloroplastos dependendo do tipo celular.

9. Os leucoplastos sintetizam e acumulam substâncias de reserva.
  • Amiloplastos: acumulam amido
  • Proteoplastos: acumulam proteínas
  • Oleoplastos: armazenam lipídios
10. Função dos cloroplastos: Fotossíntese

11. DESENHO DO CLOROPLASTO

12. RIBOSSOMOS são corpúsculos aproximadamente esféricos, livres no citosol ou aderidos às membranas do RE, no interior de cloroplastos e de mitocôndrias.
São responsáveis pela síntese de proteínas.
Os polissomos (ribossomos livres no citosol) sintetizam proteínas para uso da própria célula e os ribossomos aderidos ao REG sintetizam proteínas de exportação.

13. O CITOESQUELETO é uma rede proteíca (formado de proteínas) dispersa no citoplasma.

14. Proteínas componentes do citoesqueleto:
  • microfilamentos: filamentos de aproximadamente 7 nm de espessura (actina associada a outras proteínas). Actina e miosina atuam nas contrações musculares. na separação das células no final da divisão celular; e são responsáveis pelos movimentos amebóides.
  • Filamentos intermediários: filamentos de 10 nm de espessura aproximadamente. Formados por várias proteínas fibrosas.como a queratina. São mais resistentes que os microfilamentos. Tem função estrutural evitando o rompimento da membrana plasmática.
  • Microtúbulos: Formados por proteína globular a tubulina. Formando um tubo de 28 nm aproximadamente de diâmetro. Responsáveis pelos movimentos intracelulares e transporte de vesículas, formando cílios e flagelos.
15. CENTROSSOMO ou CENTRO ORGANIZADOR DOS MICROTÚBULOS: Região presente nas células  animais e em alguns vegetais, onde microtúbulos se direcionam.
  • Corpo central: par de centríolos (aos pares).
  • Centríolos rodeados por substancia amorfa, o material periocentriolar.
16. Cílios e flagelos são expansões citoplasmáticas relacionadas à locomoção da célula em meio líquido, como é o caso de certos protozoários e o espermatozóide. Em seres pluricelulares a ação dos cílios e flagelos provoca a movimentação de fluídos ou partículas. Nas vias respiratórias por exemplo, o revestimento tem células ciliadas que deslocam o muco e partículas de poeira acumuladas nos interior dos pulmões e da traquéia para as vias aéreas superiores.


RESPOSTA ÀS QUESTÕES

CAPÍTULO 6 - PAG 107 A 110

1. O retículo Endoplasmático (RE) é um conjunto de tubos, canais e bolsas interligadas que se espalha por todo o citoplasma desde a membrana plasmática até a carioteca.

2. O Retículo Endoplasmático Granuloso REG ou ergastoplasma é formado por bolsas achatadas e apresentam ribossomos aderidos à sua superfície.
Funções do REG:

  • Síntese de proteínas (proteínas de exportação)
  • Neutralização de substâncias tóxicas (enzimas oxidativas na face citosólica)
  • Fracionamento de proteínas em cadeias menores (peptidases na face luminal)
3. O Retículo Endoplasmático Não Granuloso (RENG) é formado por tubos e bolsa e não possui ribossomos aderidos.
Funções do RENG:
  • Síntese de lipídios (colesterol, hormônios sexuais)
  • Contração muscular (acumula íon cálcio no retículo do músculo)
  • Liberação de glicose (glicogênio armazenado na face citosólica) das células do fígado.
  • Desintoxicação: substâncias tóxicas são degradadas no RENG do fígado, da pele, dos rins, dos pulmões e dos intestinos.
4. O Complexo Golgiense  (CG) é um conjunto de bolsas achatadas associadas a um conjunto de vesículas encontrado em quase todas as células.

5. As proteínas sintetizadas no REG são acondicionadas em vesículas transportadoras ou de transição, que se unem ao Complexo Golgiense e são transferidas de uma bolsa a outra até à que está mais próxima à membrana plasmática. Novas vesículas se formam (vesículas secretoras), desprendem-se do CG, chegam à superfície da célula e eliminam seu conteúdo.

6. São funções do Complexo de Golgi:
  • Armazenar e transportar proteínas.
  • Finalização da síntese de algumas proteínas (fosforilação ou glicosação)
  • Síntese de polissacarídeos.
  • Secreção de substâncias.
  • Originar os lisossomos.
7. LISOSSOMOS são vesículas esféricas que se desprendem do CG repletos de enzimas digestivas.

8. A função do lisossomo é realizar a DIGESTÃO INTRACELULAR.

9. Peroxissomos são organelas presentes em todas as células eucarióticas, são semelhantes aos lisossomos, mas diferem pelo conteúdo.
Funções do peroxissomos: 
  • Decomposição de aminoácidos e lipídios.
  • Oxidação de aminoácidos e ácidos graxos
10: DESENHO


RESPOSTAS ÀS QUESTÕES

CAP. 6 - PÁGINAS 102 A 106

1. A célula não é uma cavidade vazia. Ela é preenchida por um líquido viscoso e diversas estruturas  (organelas) que desempenham funções específicas.

2. Exemplos de formas de células:

  • célula muscular: alongada
  • neurônio (célula nervosa): estrelada com prolongamentos
  • óvulo: esférica
  • espermatozóide: oval com flagelo
  • hemácia (glóbulo vermelho): discóide (forma de disco)
3. O CITOSOL é o líquido gelatinoso que preenche os espaços entre as organelas celulares.
    O CITOPLASMA é o conjunto formado pelo citosol + as organelas celulares.

4. O material hereditário dos eucariontes encontra-se separado (não isolado) do citosol pela membrana nuclear, a CARIOTECA, que é dotada de poros e canais de comunicação com o citoplasma.

5. O material hereditário dos procariontes (DNA) encontra-se imerso no citosol. 

Lembrem-se: as células procarióticas não possuem núcleo organizado, isto é, não possuem carioteca.

6. O citoplasma das células procarióticas não possui organelas membranosas que estão presentes nas eucarióticas, porém os ribossomos (corpúsculos não membranosos responsáveis pela síntese de proteínas) estão presentes tanto nos procariontes quanto nos eucariontes.

7. Funções do citoplasma: Reações metabólicas envolvendo transporte, produção e decomposição de substâncias: síntese de proteínas, ácidos graxos; síntese e degradação de carboidratos; reações do metabolismo energético (obtenção e liberação de energia).

8. Dizemos que o citosol é um colóide porque é formado por uma mistura de água (dispersante) e partículas dispersas (macromoléculas insolúveis). Essa mistura tem consistência gelatinosa.

9. DESENHOS


sexta-feira, 10 de agosto de 2012

1º C LEIAM ISSO SOBRE COMPOSTAGEM

Compostagem transforma restos de comida em adubo e dentro de casa

Política Nacional de Resíduos Sólidos propõe alternativas que, uma vez adotadas, impediriam o ciclo destrutivo que o lixo promove na natureza

Carne, legumes, frutas, e óleos parecem inofensivos durante a preparação da refeição. Mas, se os restos desses alimentos, incluindo as cascas (até as de ovos) não tiverem tratamento, as conseqüências podem ser desastrosas para o meio ambiente. Essa matéria orgânica representa a maior parte dos resíduos sólidos enviados à coleta regular. Só que, hoje em dia, a Política Nacional de Resíduos Sólidos propõe alternativas que, uma vez adotadas, impediriam o ciclo destrutivo que o lixo promove na natureza. Uma delas é a compostagem, que tem sido adotada dentro de casa por aqueles que estão ligados à ecologia.
Compostagem (Foto: Divulgação)Sistema de compostagem (Foto: Divulgação)
“A compostagem é a degradação dos resíduos orgânicos, é a transformação deles em adubo. É como se fosse a reciclagem da matéria orgânica. Há várias formas de se fazer isso, por exemplo, com galhos de árvores cortados em parques e clubes. Eu trabalho com resíduos de cozinha, como frutas, cascas, farinha e pão transformando esses restos em húmus através da compostagem doméstica ou da compostagem industrial, no caso de cozinhas industriais. A compostagem devolve ao solo os seus nutrientes”, conta Cláudio Vinícius Spínola de Andrade, diretor executivo da ONG, OSCIP e empresa Morada da Floresta.
Presente no segundo capítulo da lei nº 12.305, que discrimina as definições da Política Nacional de Resíduos Sólidos, e no terceiro capítulo, sobre as responsabilidades dos geradores e do poder público, a compostagem hoje é obrigação de todos. “Implantar sistema de compostagem para resíduos sólidos orgânicos e articular com os agentes econômicos e sociais formas de utilização do composto produzido”, diz o capítulo V do artigo 36, que fala sobre responsabilidades. De acordo com Cláudio, a ação é muito pouco praticada no Brasil.
“No meio rural é natural, porque há um ciclo. A fruta cai do pé, a galinha come e depois suas fezes viram adubo. Os resíduos têm um ciclo ecológico. Na cidade, temos que fazer nós mesmos, dentro de apartamentos, em quintais etc”, diz Cláudio, que começou a desenvolver projetos nessa área em 1999. “Comecei a desenvolver permacultura nessa casa onde está hoje a Morada da Floresta, na época em que vim estudar artes plásticas em São Paulo, e comecei a fazer as primeiras experiências com compostagem. Tinha anseio de transformação social, queria gerar mais impacto.”
Sistema de armazenamento para compostagem (Foto: Divulgação)Sistema de compostagem (Foto: Divulgação)
O primeiro aparelho de Cláudio foi feito com tonéis de ferro de lixo de 200 litros. Ele furava o fundo para drenar o líquido, colocava resíduos e separava com uma tela dos resíduos que jogava por cima. A cobertura era de folhas. O processo era totalmente artesanal. Depois que teve acesso às minhocas californianas, mudou o esquema. Hoje, ele encaixa três caixas modulares de plástico umas nas outras e, no fundo delas, terra, minhocas e os alimentos. As duas de cima (caixas digestoras) digerem os resíduos orgânicos e a de baixo (caixa coletora) recolhe o chorume que escorre e joga fora por uma torneira.
“É um sistema prático, compacto, higiênico e de fácil manuseio, que não produz cheiro nem atrai insetos. A minhoca californiana acelera a compostagem, pois come restos de alimentos e seu esterco vira húmus”, diz Cláudio.
Todo mundo tem como colaborar, mesmo que seja montando seu próprio sistema caseiro. O que falta é vontade e, claro, conscientização.

terça-feira, 7 de agosto de 2012

MEUS LINDOS, PRESTEM ATENÇÃO QUE AS QUESTÕES PARA ESTUDO  DO CAP. 6 FORAM  DIVIDIDAS EM 3 PARTES.

BJS

Questões para estudo do CITOPLASMA (Cap. 6 - p. 111)

1.O que são os vacúolos? Em quais organismos estão presentes?

2. Quais são as funções dos vacúolos?

3. Por que as mitocôndrias e cloroplatos são chamadas de organelas endossimbioônticas?

4. O que essas organelas têm em comum?

5. Em que regiões da célula ocorre maior quantidade de mitocôndrias? Relacione isso à principal função dessa organela.

6. Desenhe uma mitocôndria e indique os seus componentes (membranas interna e externa, cristas mitocondriais e a matriz mitocondrial).

7. Qual é a composição da matriz mitocondrial?

8. O que são plastos?

9. Caracterize os leucoplastos.

10. Qual a função dos cloroplastos.

11. Desenhe um cloroplasto destacando suas membranas, o tilacóide, granum e estroma.

12. O que são os ribossomos e quais as suas funções?

13. O que é o citoesqueleto.

14 Caracterize e diga as funções dos seguintes componentes do citoesqueleto:
a) microfilamentos:
b) filamentos intermediários:
c) microtúbulos:

15. O que é o centrossomo? Fale sobre sua constituição.

16.Quais as funções do centrossomo.

17. O que são cílios e flagelos e quais as suas funções?

domingo, 5 de agosto de 2012

ORGANELAS CITOPLASMÁTICAS - QUESTÕES PARA ESTUDO - Cap 6 Páginas 107 a 110

1. O que é o Retículo Endoplasmático (RE)?

2. Caracterize o Retículo Endoplasmático Granuloso (REG) ou rugoso, e fale quais são suas funções.

3. Caracterize o Retículo Endoplasmático Não Granuloso (RENG) ou liso, e fale quais são suas funções.

4. O que é o Complexo Golgiense (CG)? Onde se localiza na célula?

5. Qual é a relação existente entre o RE e o CG?

6. Quais sãoas funções do Complexo golgiense?

7. O que são os lisossomos?

8. Quais são as funções dos lisossomos?

9.O que são os peroxissomos? E quais são as suas funções?

10. Desenhe uma célula e destaque o REG, o RENG,  o CG, os lisossomos e os peroxissomos.

terça-feira, 31 de julho de 2012

CITOPLASMA - QUESTÕES PARA ESTUDO

1. Robert Hooke, em sua obra Micrographia (1665) afirmou que as cavidades (células) observadas em fragmentos de cortiça seriam "espaços vazios". Baseado nos teus conhecimentos, você concordaria com essa afirmação? Pesquise mais um pouco e explique como é o interior da célula.

2. Dê alguns exemplos de formas que as células podem apresentar.

3. Qual é a diferença que existe entre citosol e citoplasma?

4. É correto dizer que o material hereditário dos eucariontes encontra-se isolado do citosol? Explique.

5. E nos procariontes (bactérias) como se encontra o DNA em relação ao citosol?

6. Faça uma comparação entre o citoplasma dos procariontes e o citoplasma dos eucariontes em relação à presença de organelas e composição.

7. Fale resumidamente sobre as funções do citoplasma.

8. Por que dizemos que o citosol é um colóide.

9. Desenhe:
a) Uma célula vegetal, indicando seus componentes.
b) Uma célula animal, indicando seus componentes.

quarta-feira, 20 de junho de 2012

CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DAS PGS. 99 E 100

1.  a)Com exceção da água destilada, todas as demais substâncias são soluções.
     b) Em todas as substâncias o solvente é a água. Na água do mar e na água mineral, os solutos são os sais minerais. No café e no chá, os solutos são uma mistura complexa de elementos orgânicos e inorgânicos presentes nas folha do chá ou nos grãos do café, os quais são removidos pela ação da água quente. O chá ao ser adoçado, também apresenta sacarose ( o açúcar comum).
2.
Características
Difusão facilitada
Transporte ativo
Mediado por proteínas?
SIM
SIM
Atua na permeabilidade seletiva?
SIM
SIM
Ocorre a favor ou contra o gradiente de concentração
A FAVOR
CONTRA
Ocorre gasto de ATP (energia) durante o transporte?

NÃO

SIM
 
3. Os citoplasmas das células vegetaisvegetais estabelecem continuidade entre si, através dos plasmodesmos, pontes citoplasmáticas que ligam uma célula a outra. Por tais prolongamentos ocorrem passagem de substâncias entre células.

4. Sim, a osmose é um caso particular de difusão do solvente através de uma membrana semipermeável. Ao longo do tempo, há uma tendência em igualar as concentrações em ambos os lados da membrana, assim como ocorreria também na difusão simples ao logo de toda a massa de solução.

5. Tanto a osmose como a difusão são processos espontâneos que não envolvem gastos energéticos e agem para igualar concentrações ou eliminar seus gradientes. A diferenças é que, na osmose, há uma membrana semipermeável que separa soluções de concentrações diferentes. Portanto, apenas solvente (e não soluto) transita através dela.

6. A situação I representa o processo de difusão, uma vez que ocorre  a passagem do soluto através de uma membrana permeável, igualando as concentrações entre os dois lados. A situação II representa a ocorrência de osmose, na qual passa apenas o solvente através de uma membrana semipermeável.

7. Tanto a locomoção de macrófagos e de amebas como a fagocitose que realizam envolvem a formação de pseudópodes (prolongamentos citoplasmáticos) sem os quais esses processos não seriam realizados.

8. a) O soro fisiológico é isotônico em relação ao citoplasma, pois o volume das hemácias não se alterou.
    b) Não. a água destilada é uma solução acentuadamente hipotônica. Seu contato direto com as células sanguineas ocasionaria a entrada de muita água no interior das células provocando o rompimento das membranas plasmatícas .

9. a) As funções da parede celulósica são: proteger e manter o formato da célula; contribuir para a adesão e a comunicação com as células vizinhas e sustentar a planta.

10. A frase que explica o significado da expressão "permeabilidade seletiva" é a do ítem d.

11. Quando o chá é quente, pois as moléculas, pois as moléculas se encontram em maior estado de agitação, o que favorece a difusão.

12. a) O ambiente açucarado é fortemente hipertônico em relação às células dos microorganismos que eventualmente entrem em contato com as frutas. Em consequência elas perdem água por osmose, o que impede suas atividades metabólicas normais.
        b) Podem-se salgar os alimentos para obter o mesmo efeito conservante, procedimento adotado com carnes (carne-seca)  e peixes secos (como o bacalhau).

13. O oxigênio e o gás carbônico são moléculas pequenas e por esse motivo atravessam as membranas celulares por difusão simples.

14. a) O lado de menor concentração ficou um pouco mais concentrado devido à transferência de solvente para o lado mais concentrado;o lado de maior concetração ficou menos concentrado com a entrada de solvente.
      b) isso aconteceu devido ao processo de osmose, que tende a igualar as concentrações das duas soluções separadas pela membrana.

15. O sal deixa a salada expostaa um meio hipertônico. Consequentemente as células vegetais  perdem água por osmose, murcham e deixam a salada imprópria para o consumo.

16. a) Sim. A bomba de sódio e potássio mantêm as diferenças de concentração desses íons entre os meios intra e extracelular por intermédio do transporte ativo, como ocorre no grupo controle. As células do grupo experimental não conseguiram manter a bomba de sódio e potássio em funcionamento,  o que leva ao equilíbrio das concentrações desses íons, por difusão através da membrana.

b) Não, pois as células que utilizam a bomba de sódio e potássio precisam manter diferenças nas concentrações desses íons para funcionar adequadamente.

17. a) Os tipos sanguíneos são definidos de acordo com os tipos de glicolipídios e glicoproteínas presentes nas membranas celulares das hemácias.
      b) Esses componentes estão localizados na face externa da membrana, em contato com o meio estracelular.

18. A membrana celular é uma bicamada lipídica contendo moléculas de proteínas associadas. A parede celular, bem mais espessa, é composta por várias camadas alternadas de celulose, portanto muito mais rígida do que a primeira.

19. A rejeição ocorre entre substãncias tais como os glicolipídios e as glicoproteínas (formadoras do glicocálix), que podem ser diferentes entre dois organismos.

20. As afirmativas incorretas são:

a) Os fosfolipídios são um dos principais componentes das membrana plasmática. Essas moléculas têm uma porção hidrofílica e outra hidrofóbica. Isso permite que se organizem em dupla camada, com as extremidades hidrofóbicas voltadas umas para as outras  no interior da membrana plasmática.

b) A bicamada lipídica impede a entrada de substãncias complexas dentro da célula. A passagem de substâncias é realizada por meio de difusão simples. difusão facilitada e proteínas de transporte.

CORREÇÃO DAS ATIVIDADES DAS PGS. 81 E 82

1. As três estruturas fundamentais da célula são NÚCLEO, CITOPLASMA e MEMBRANA PLASMÁTICA.
2. A: célula eucariótica, tem núcleo delimitado pela carioteca (membrana nuclear) e várias prganelas no citoplasma.
    B: célula procariótica, não apresenta núcleo organizado, nem organelas.
3. A micrografia da esquerda foi feita sob microscópio de luz, e a da direita em microscópio eletrônico. Na imagem da esquerda não aparecem organelas citoplasmáticas, que só podem ser visualizadas em microscópio eletrônico como se observa na forografia à direita.
4. A imagem da esquerda foi obtida com microscópio de transmissão porque mostra as estruturas internas da célula. A imagem da direita é a do microscópio de varredura porque mostra um aspecto tridimensional e apresenta uma visão da superfície do organismo.
5. a) X: jacaré
        Y: bactéria
        Z: jabuticabeira
    b) Eletrônico, porque a tabela apresenta centríolos, estrutura invisível ao microscópio de luz.
6. Quaquer fonte de luz suficientemente forte, como a do Sol, a de uma vela ou a de um lampião.
7. Nos microscópios semelhantes aos idealizados por Robert Hooke, porém construídos nos dias de hoje, o material fino torna-se masi translúcidos e assim permite que a luz o atravesse, incidindo depois nas lentes objetiva e ocular. Entretanto, é provável que as observações de Hooke tenham sido feitas com luz incidente proveniente de uma vela.
8. Incorretas: a, b, d , f
a) As bactérias são procarióticas e, como tal, não apresentam núcleo organizado e têm membrana celular.
b) Robert Hooke observou células vegetais mortas ao colocar uma fina fatia de cortiça em seu microscópio.
d) O núcleo das células pode ser visto também ao microscópio de luz.
f) Paredes celulares são estruturas encontradas em bactérias, fungos, protistas e plantas, mas não em animais.
9. Cloroplastos e parede celular são as carcterísticas que permitem identificar uma célula vegetal, pois o núcleo e a membrana celular também estão presentes nas células animais.
10. A terceira afirmação é correta.
11. a) O menor aumento é de 50 vezes, obtido com a ocular de 5x e a objetiva de 10x (5x10=50).
      b) A amostra aparecerá aumentada 600 vezes, ou seja 15(ocular) x40 (objetiva) = 600.
12. Os vírus são exceções porque não têm organização celular, não são formadas por células. São formados apenas por uma cápsula de proteína e uma molécula de ácido nucléico em seu interior. São parasitas intracelulares obrigatórios porque precisam do metabolismo reprodutivo das células para multiplicar-se.
13. a) Porque é necessário fixar (matar) e fatiar o material para observação. Além disso, para se observar em microscópio eletrônico, o material deve ser colocado em uma câmara de vácuo, o que também mataria as células.
14) Em A, célula vegetal e em B, célula animal. A célula vegetal apresenta  grandes vacúolos, uma parede exterior à membrana plasmática e cloroplastos, estruturas ausentes em célula animal.
15. A ordem correta é: 3, 5, 2, 4, 1
16. a) Porqueo limite de resolução dos microscópios de luz então disponíveis não era suficiente para observar o vírus. E não existia ainda o microscópio eletrônico.
      b) O limite mínimo deve ser de 0,0000001 mm ou 1 x 10-7 mm
17. Como os objetos microscópicos são muito pequenos, expressar suas  medidas em metros acarretaria a utilização de muitos decimais, o que tornaria os cálculos bastantes trabalhosos. Por isso, os valores são sempre expressos em potências negativas de 10, que representam submúltiplos do metro.








domingo, 17 de junho de 2012

COMPOSTAGEM

Compostagem: lixo nutritivo


Restos de comida, folhas secas e até guardanapos podem servir de adubo para o seu jardim. Descubra como fazer uma composteira em casa e diminua o volume do seu lixo em até 90%

Por Cristiane Senna
Foto: Shutterstock
Depois de pronto, o adubo produzido em casa pode ser colocado no seu jardim, na sua horta e até destribuído para suas amigas
Foto: Shutterstock
Resíduos orgânicos úmidos
Restos de comida
Caroço e cascas de frutas
Folhas de árvores e plantas recém-caídas
Saquinhos de chá usados
Borra de café
Separar o lixo é fácil e quase não dá trabalho. Com um pouquinho de boa vontade, plástico, vidro e outras embalagens podem ser encaminhados a cooperativas que se encarregam de sua reciclagem. Mas e as cascas de alimentos, os saquinhos de chá e a borra de café? Todos esses resíduos orgânicos podem se transformar em um adubo rico e nutritivo utilizando uma técnica de decomposição acelerada e controlada chamada compostagem – e o melhor, pode ser feito em um cantinho da sua cozinha.

Você deve estar pensando que decomposição gera mau cheiro. Nem sempre. “O lixo que apresenta odor forte está sempre em um saquinho fechado, abafado, isto é, fermentando. Com a compostagem isso não acontece, pois o monte precisa estar arejado e ser revirado a cada dois dias”, garante a bióloga Patricia Blauth, uma das idealizadoras do "Menos Lixo", consultoria que assessora escolas e empresas que buscam alternativas para minimizar o desperdício.

Veja abaixo o que é necessário para construir uma composteira em casa. Depois de dois meses, você poderá deixar a sua horta, o seu jardim e até as árvores da praça em frente a sua casa mais fortes e bonitas.

O que você precisa:
Foto: Shutterstock
· Uma bombona ou um cesto plástico grande - pode ser aqueles de colocar lixo
· Um pedaço de tela contra mosquito do tamanho suficiente para encapar o recipiente por dentro
· Uma furadeira
· Um garfo de jardinagem

Foto: Shutterstock
Resíduos orgânicos secos
Lascas finas de madeira (você pode conseguir com o
marceneiro do seu bairro)
Folhas secas
Galho de árvore triturado ou quebrado em pequenos pedaços
Guardanapo usado
Como fazer:
· Faça vários furos ao redor da bombona ou do recipiente plástico com a furadeira. Isso vai fazer com que o ar circule melhor pelo monte, evitando o mau cheiro e o chorume – líquido escuro que ocorre quando o lixo orgânico é fermentado.
· Forre o recipiente por dentro com a tela contra mosquitos. Isso evita que o resíduo depositado lá escape pelos furos.
· Coloque uma camada de resíduo orgânico seco, depois uma camada menor com resíduo úmido e novamente uma camada com resíduo seco nos três primeiros dias.
· A partir do quarto dia, passe a misturar a bombona com um garfo de jardineiro a cada dois dias. Repare que o monte vai esquentar – podendo chegar a 60 graus. A temperatura alta mata possíveis larvas presentes nos resíduos.

A composteira pode receber conteúdo diariamente, desde que misturado na proporção de três partes de resíduo seco para uma parte de resíduo úmido – em volume.

Quando o recipiente encher, aguarde um período de aproximadamente dois meses para que o adubo fique pronto para uso, lembrando sempre de revirar o monte a cada dois dias. Segundo Patrícia, é interessante ter duas composteiras em casa. Quando uma estiver cheia, comece outra. Provavelmente o monte da primeira já estará pronto para uso quando a segunda lotar. Não estranhe, pois o volume da compostagem diminui pela metade.

segunda-feira, 28 de maio de 2012

QUESTÕES PARA ESTUDO DO CAPÍTULO 4

CITOLOGIA

1. DESCREVA O MICROSCÓPIO CONSTRUÍDO POR ANTONY VAN LEEUWENHOEK.

2. QUAIS FORAM SUAS PRIMEIRAS OBSERVAÇÕES? (MATERIAL OBSERVADO)

3. QUE MATERIAL ROBERT HOOKE OBSERVAVA QUANDO DESCOBRIU A CÉLULA?

4. POR QUE ELE DEU ESSE NOME "CELULA"  ÀS ESTRUTURAS OBSERVADAS POR ELE?

5. FALE SOBRE AS CONTRIBUIÇÕES DE MATHIAS SCHLEIDEN, THEODOR SCHWANN E RUDOLF VIRCHOW PARA A TEORIA CELULAR?

6. A TEORIA CELULAR DIZ OMNIS CELLULA E CELLULA. O QUE SIGNIFICA?

7. COMO É CHAMADA A OBSERVAÇÃO DE CÉLULAS VIVAS? QUAL A VANTAGEM?

8. EXPLIQUE A NECESSIDADE DO USO DE CORANTES NA OBSERVAÇÃO DAS CÉLULAS. QUAIS AS VANTAGENS E DESVANTAGENS?

9. EXPLIQUE AS ETAPAS DE PREPARAÇÃO DE MATERIAL CORADO.

10. DIFERENCIE MICROSCÓPIO DE LUZ E MICROSCÓPIO ELETRÔNICO.

terça-feira, 22 de maio de 2012

ATIVIDADES DA PG. 64. CONFIRAM SUAS RESPOSTAS

1. Durante o éon Hadeano, que abrange os primórdios da formação da Terra, havia intensa atividade geológica (vulcões e terremotos), a crosta terrestre era formada por rochas líquidas com altíssima temperatura, a água estaria na forma de vapor e não havia gás oxigênio nem camada de ozônio na atmosfera. E nosso planeta sofria grande número de impactos de meteoritos e asteróides, o que deve ter inviabilizado  as condições necessárias para originar  como nós a conhecemos.

2. São as bactérias autotróficas quimiossintetizantes, que utilizam substâncias inorgânicas (compostos de ferro e enxofre) como fonte de energia.

3. a) O aparelho simulava, em laboratório, as condições ambientais do planeta Terra primitivo.
    b) Porque os resultados do experimento mostraram a possibilidade de ocorrência dos eventos   propostos pela teoria da evolução molecular da vida.

4. Geração espontânea.

5. Miller provou experimentalmente que é possível o aparecimento de aminoácidos e de diversas outras substâncias orgânicas a partir de substâncias inorgânicas simples. Fox mostrou que é possível obter as chamadas microsferas proteinóides, com relativa estabilidade, a partir de substâncias orgânicas simples. Dessa maneira ambos os pesquisadores provaram, ao menos para essas duas etapas, a possibilidade de que a vida tenha se originado e evoluído a partir de substância químicas simples.

6. O médico Von Helmont sustentava o princípio do vitalismo, isto é, a existência de uma força ou princípio vital característico da matéria viva. O naturalista E. Haeckel, por sua vez propunha a existência de um organismo mais simples que os unicelulares que poderiam reunir-se para gerar formas primordiais de vida. Ele acreditava numa origem da vida de acordo com as leis da física e da química, sem recorrer a forças ou princípios vitais.

7. Não. A panspermia postula que a vida teria vindo de algum outro planeta. Assim poderíamos pressupor que a evolução química poderia ter ocorrido em outro planeta cujas condições também fossem adequadas.

8. A hipótese mais aceita para a origem da vida pressupõe que aminoácidos devam ter sido originados a partir de substâncias orgânicas presentes na atmosfera. Posteriormente, nos mares, eles deve ter-se organizado em moléculas proteinóides, dotadas de relativa estabilidade, formando estruturas semelhantes a rudimentos de células. Também podiam dividir-se e formar  brotos.

9. A hipótese heterotrófica considera que os primeiros seres vivos se alimentariam de moléculas presentes nos oceanos primitivos e seriam, portanto, heterótrofos. De acordo com a hipótese autotrófica, os primeiros seres vivos já seriam capazes de produzir seu próprio alimento por quimiossíntese.

10. O tipo de metabolismo utilizado por esses organismos é o autotrófico quimiossintetizante.

11. Os vírus são organismos extremamente simples, formados por poucas proteínas e uma única molécula de DNA ou RNA. Eles se reproduzem somente nas substâncias orgânicas encontradas dentro das células. É provável, segundo Haldane, que os primeiros seres vivos tenham tido essas mesmas características: tanto a simplicidade bioquímica como a restrição a um meio que pudesse prover as moléculas orgânicas simples que lhes servissem de fonte energética.

12. A afirmação não encerra contradição devido à mudança na validade de uma delas. Durante muito tempo, a teoria da geração espontânea foi "justificada" pela epigênese. Entretanto, depois que os resultados das experiências de Pasteur invadiram o vitalismo, a epigênese se restringiu a explicar o desenvolvimento embrionário, permanecendo devinculada da questão da origem dos seres vivos.






ORIGEM DA VIDA (Parte 9)

video

ORIGEM DA VIDA (Parte 8)

video

ORIGEM DA VIDA (Parte 7)

video

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Gente linda dos primeiros anos do Liceu Cuiabano!!
Fiquem ligados que o segundo bimestre já ta rolando.
Mantenham suas atividades em dia.
Leia muito!! 
Leia o  livro didático, jornais e tudo que te cair nas mãos.
Não deixe nada  pra última hora.

QUERIDOS, AÍ ESTÃO AS QUESTÕES QUE COMEÇAMOS NO LABORATÓRIO. BONS ESTUDOS!! BJS


QUESTÕES PARA ESTUDO:

1.     O QUE DIZEM AS TEORIAS:

·        BIOGÊNESE?

·        ABIOGÊNESE?

2.     Quais foram os principais defensores de cada uma das teorias acima?

3.     Descreva o experimento de Francesco Red.

4.     Fale, resumidamente sobre as discussões e experimentos envolvendo John Needhan e Lazzaro Spallanzani.

5.     Qual foi o cientista que derrubou de uma vez por todas a Teoria da Abiogênese?

6.     Como ele fez isso? (Explique)

7.     Segundo Jhon Haldane e Alexander Oparin, como teriam surgido os primeiros seres vivos?

8.     Ainda, segundo a hipótese Oparin-Haldane, qual era a composição da atmosfera da Terra primitiva?

9.     Nessa atmosfera primitiva, quais fatores provocaram as transformações dos gases em moléculas orgânicas?

10. Quais foram as primeiras moléculas orgânicas que teriam se formado no oceano primitivo.

11.   Explique o experimento de Stanley Miller. O que conseguiu provar com ele?

12.  Faça um resumo, numa linha do tempo, dos eventos que marcaram as discussões sobre a origem da vida, desde Aristóteles até Sidney Fox.

quarta-feira, 11 de abril de 2012

PRIMEIRO "E" - AMOOOO

PRIMEIRO "C" ADORO VCS.

PRIMEIRO "D" COMO NÃO SE APAIXONAR POR UMA TURMA ASSIM??

PRIMEIRO "A" - AMO MUITO!!

PROF. ROSE... FAZ O 1º "A" SER AINDA MAIS ESPECIAL.

MARAVILHOSAS!!! ISSO É SÓ UMA AMOSTRA DO 1º "D"

AMORES, NÃO SE ESQUEÇAM...



ÁTOMOS formam moléculas

MOLÉCULAS formam organelas

ORGANELAS formam células

CÉLULAS formam tecidos

TECIDOS formam órgãos

ÓRGÃOS formam sistemas

SISTEMAS formam o organismo

 ORGANISMOS da mesma espécie vivendo num mesmo lugar formam uma POPULAÇÃO.

Várias POPULAÇÕES interagindo num mesmo espaço constituem uma COMUNIDADE.

ECOSSISTEMA é o conjunto dos fatores bióticos(COMUNIDADE) mais os fatores abióticos(ÁGUA, AR, LUZ, ETC...) de um lugar.

BIOSFERA é o conjunto de todos os ecossistemas do planeta.


terça-feira, 10 de abril de 2012


CARBOIDRATOS

SÃO TRÊS GRUPOS:

·        MONOSSACARÍDEOS: GLICOSE, GALACTOSE E FRUTOSE (ENERGÉTICOS)

·        DISSACARÍDEOS: SACAROSE, LACTOSE E MALTOSE (ENERGÉTICOS TAMBÉM) FORMADOS POR DOIS MONOSSACARÍDEOS.

·        POLISSACARÍDEOS: AMIDO, CELULOSE, GLICOGÊNIO E QUITINA.



Ø  GLICOSE É A PRINCIPAL FONTE DE ENERGIA.

Ø  GLICOGÊNIO É RESERVA DOS ANIMAIS

Ø  QUITINA ESTÁ NO ESQUELETO EXTERNO DOS ARTRÓPODES

Ø  CELULOSE ESTÁ NA PAREDE CELULAR DAS CÉLULAS VEGETAIS.



v AS LIGAÇÕES QUÍMICAS QUE FORMAM DOS DI E OS POLISSACARÍDEOS CHAMAM-SE LIGAÇÕES GLICOSÍDICAS.

v SACAROSE : GLICOSE + FRUTOSE

v LACTOSE : GLICOSE + GALACTOSE

v MALTOSE : GLICOSE + GLICOSE



ü  CELULOSE e  QUITINA  TÊM FUNÇÃO ESTRUTURAL.

ü  AMIDO e GLICOGÊNIO TÊM FUNÇÃO ENERGéTICA.